Após perder final do Catarinense para o Avaí, Chapecoense demite o técnico Mozart

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Foto: Márcio Cunha/ACF

O técnico Mozart durou apenas oito jogos à frente da Chapecoense até a sua demissão ser anunciada na tarde desta quinta-feira, um dia após o vice-campeonato para o Avaí, no Campeonato Catarinense. 

O treinador já vinha sendo bastante criticado e culminou com a perda do título para o Avaí, nessa quarta-feira, no empate em 1 a 1, na Arena Condá, após revés sofrido na Ressacada. Dessa forma, a diretoria do clube optou em demitir o treinador, mesmo há três dias da estreia no Brasileirão.

Mozart deixa a Chapecoense — Foto: Márcio Cunha/Chapecoense

Foto: Márcio Cunha/ACF

Ao todo, Mozart somou três vitórias, três empates e duas derrotas à frente da Chape (50% de aproveitamento). Além do técnico, o auxiliar Denis Iwamura e o preparador físico Jackson Maciel também foram desligados do clube.

“O clube agradece aos profissionais pelos serviços prestados neste período e deseja sucesso nos próximos compromissos”, diz último trecho da nota oficial da Chapecoense.



Tudo sobre Cartola FC e Rei do Pitaco na palma da sua mão, basta clicar e vir fazer parte com os melhores!

Quer receber notícias toda hora?

Baixe agora o App do Camillo Joga10! Disponível para Android e iOS.

Siga o Camillo Joga10!

Política de privacidade

feito por:

Times

Social

Prováveis

Premier League

Série A

Liga dos Campeões

Times