Rumo ao bi! Confira a campanha do Athletico-PR até a grande final da Sul-Americana contra o RB Bragantino

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Foto: Divulgação/Athletico

O Athletico Paranaense disputa a segunda final da Copa Sul-Americana neste próximo sábado, diante do Red Bull Bragantino. Inclusive, a equipe rubro-negra já realizou o primeiro treino na capital do Uruguai, em Montevidéu, palco onde será realizada a final, no estádio Centenário, do Peñarol.

O técnico Alberto Valentim comentou que os jogadores ficaram contentes com a presença dos torcedores no aeroporto antes de embarcar para o Uruguai. Além disso, destacou que a equipe fez um primeiro dia de treino com correções táticas e que espera chegar muito forte para a grande decisão.

Em um novo formato na Copa Sul-Americana, pela primeira vez sendo realizada com divisão de grupos, o Athletico Paranaense teve de disputar por uma única vaga, já que apenas um time avançava de fase, diante do Aucas, do Equador, Metropolitanos, Venezuela, e Melgar, do Peru.

E com uma campanha quase irretocável, o Furacão se classificou no Grupo D com cinco pontos de vantagem para o Melgar, com 15 pontos contra 10, tendo conquistado cinco vitórias em seis partidas. Dessa forma, terminando então com a 2ª melhor campanha na fase de grupos, atrás apenas do Grêmio, que ficou com 16 pontos no Grupo H.



Já nas fases eliminatórias, o Athletico bateu o América de Cali, da Colômbia, nas duas partidas pelas oitavas de final. Primeiro com o placar de 1 a 0, fora de casa, com gol marcado por Nilão, de pênalti, e na Arena da Baixada com uma goleada por 4 a 1, sem nenhuma dificuldade.

Contra a LDU, nas quartas de final, a tarefa foi mais complicada. Até porque, além do revés sofrido no jogo de ida, o Furacão saiu atrás do placar logo aos 11 minutos em casa. Mas, apesar disso, a equipe ainda comandada pelo técnico António Oliveira, soube reverter a situação e saiu de campo com uma vitória, no limite, por 4 a 2, com Christian e Guilherme Bissoli sendo os heróis da classificação, com dois gols de cada.

E a sequência não foi das mais simples: o Peñarol na semifinal. Diante de um time cascudo e com o apoio de seus torcedores apaixonados, o time anfitrião foi surpreendido logo no início da partida com o gol de Terans, meia que atuou na fase de grupos pelo time uruguaio. Álvarez ainda empatou antes do intervalo, mas Pedro Rocha saiu do banco para fazer a diferença e garantir o Furacão em mais uma final de Sul-Americana.



O Athletico Paranaense chega para a grande decisão com 10 vitórias e apenas duas derrotas em 12 jogos disputados, ou seja, com nenhum empate. Nessa campanha, a equipe marcou 21 gols e teve a defesa vazada somente em seis oportunidades.

Destaque maior da trajetória do Furacão até aqui não pode ser outro nome que não seja o de Nikão. O meia rubro-negro simplesmente marcou três gols e deu cinco assistências na competição, sendo o jogador mais decisivo da equipe até a grande decisão.

Athletico Paranaense e Red Bull Bragantino duelam o título da Copa Sul-Americana na tarde deste próximo sábado, às 17h (de Brasíllia), no estádio Centenário, em Montevidéu, palco também da decisão entre Flamengo e Palmeiras, já na Libertadores, no próximo dia 27.

Black Friday Joga10: O maior desconto da temporada do plano Camillo Joga10 é aqui, vem conferir!

Quer receber notícias toda hora?

Baixe agora o App do Camillo Joga10! Disponível para Android e iOS.

Últimas notícias

Siga o Camillo Joga10!

Política de privacidade

feito por:

Times

Social

Prováveis

Times