Caos no Bahia: Protesto dos jogadores por atraso nos salários, lesões, pior defesa e Z-4 no Brasileirão

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Foto: Felipe Oliveira/Bahia

O Bahia entrou de vez na zona do rebaixamento com a derrota por 2 a 0 para o Internacional, no Beira-Rio. A equipe caiu para a 17ª colocação, com 23 pontos, ficando atrás de América-MG e Santos, os primeiros times fora da zona do rebaixamento com 25 pontos, cada.

O clube não passa por um momento bom em campo, muito menos nos bastidores. Os jogadores do Esquadrão de Aço seguem em protesto pelo atraso de pagamento nos salários, além de direito de imagem, e não estão concedendo entrevistas, assim como não irão realizar a concentração nos pré-jogos em Salvador.

Dessa forma, o entrevistado neste início de semana foi o médico Luiz Sapucaia. Ele revelou que o meia Rodriguinho não deve se recuperar para o jogo de sábado e que o atacante Rossi, um dos principais jogadores da equipe na temporada, deve desfalcar o Bahia por mais 30 dias.

Com um trauma na costela, Rodriguinho deve seguir como desfalque no próximo compromisso, que será diante o Ceará, em casa. Rossi deve ter condições somente no início de novembro, já na reta final do Brasileirão, enquanto Danilo Fernandes, Conti e Ramírez estão mais perto de ficarem à disposição de Dabove.


Foto: Felipe Oliveira/Bahia


De acordo com o Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o Bahia tem 45,9% de chance para ser rebaixado. Neste momento, para alcançar os possíveis 45 pontos, que em média evitaria uma queda, a equipe precisa somar mais 22 pontos, restando ainda 48 em disputa.

Somando as últimas 10 rodadas, o Esquadrão de Aço somou apenas seis pontos, dos 30 dispuados, se tornando o pior time nesse período. Antes vencer o Fortaleza quatro rodadas atrás, o Bahia havia embalado nove jogos sem vencer no Brasileirão. 

Como consequência dos últimos resultados e situações extracampo que interferem diretamente na equipe, o Bahia se tornou a pior defesa do Campeonato Brasileiro com os mesmos 35 gols sofridos da Chapecoense, lanterna da competição com apenas 10 pontos, ambos sofrem, em média, 1,59 gol por jogo.

Próximo adversário do Bahia é o Ceará, único clube da competição que ainda não venceu fora de casa. Portanto, é uma oportunidade para manter o aproveitamento ruim do adversário para seguir tentando escapar da zona do rebaixamento, como fez durante até as últimas rodadas na última edição do Brasileirão.

Tudo sobre Cartola FC e Rei do Pitaco na palma da sua mão, basta clicar e vir fazer parte com os melhores!

Quer receber notícias toda hora?

Baixe agora o App do Camillo Joga10! Disponível para Android e iOS.

Últimas notícias

Siga o Camillo Joga10!

Política de privacidade

feito por:

Times

Social

Prováveis

Times